Pingente Santa Rita de Cássia Oval Aço 316L

R$ 40,00

5% de desconto no boleto

1 em estoque (pode ser encomendado)

Descrição

Pingente Santa Rita de Cássia Oval Aço 316L

Medidas: 2,2 cm (com argola) x 1,2 cm

Peça em Aço 316L

CONFECCIONAMOS EM OURO 18K 750 E PRATA 950 (CONSULTE VALOR)

Dúvidas?

WhatsApp: 82999733583

Envie-nos um e-mail: contato@marciojoalheiros.com.br

Santa dos casos impossíveis e desesperados Santa Rita de Cássia nasceu em Roccaporena, na Itália, em 1381, e morreu em Cássia, em 1457. Era filha única. Foi obrigada a se casar e viveu casada por 18 anos. Teve dois filhos. O marido, violento e pecador, converteu-se após 18 anos de oração de santa Rita, mas morreu assassinado por causa de desavenças passadas. Como os filhos queriam vingar a morte do pai, Rita pediu que Deus os levasse também, para que não cometessem pecado mortal. Deus a atendeu e tirou-lhe os filhos. Depois, ela tornou-se monja agostiniana. Foi beatificada em 1627 e canonizada em 1900.Santa Rita de Cássia é representada com o hábito da congregação, com um estigma na testa, segurando o crucifixo e uma coroa de espinhos. Vamos compreender os símbolos.

O Crucifixo de Santa Rita

Na imagem de Santa Rira, o crucifixo representa sua ‘paixão’ por Jesus. Ela meditava horas e horas a paixão de Cristo, o desprezo e os insultos que Ele sofreu no caminho do calvário carregando a cruz. Ela desejava ardentemente participar, ainda que levemente, das dores de Cristo crucificado. Ela ofereceu os 18 anos de convivência com o marido violento pela conversão dele e para participar dos sofrimentos de Cristo. Com 18 anos de casada e humilhada, a morte do marido depois de convertido e a morte dos dois filhos, Santa Rita carregou também a sua cruz com fé e grande amor.

A coroa de espinhos de Santa Rita

A coroa de espinhos na imagem de Santa Rita ilustra uma das suas práticas. Uma das orações que ela fazia era a contemplação da Cruz de Cristo e seus sofrimentos, para a salvação da humanidade. Tamanha era a sua paixão, que um dia ela pediu que Jesus lhe permitisse sentir um pouco de suas dores. Então ela recebeu um dos estigmas da coroa de Cristo em sua testa.

O estigma de Santa Rita

O estigma na testa de Santa Rita representa o sofrimento partilhado com Jesus. Num profundo momento de oração, um espinho desprendeu-se da coroa de Jesus e perfurou sua testa. O estigma durou 15 anos, até sua morte. Abriu-se, então, uma ferida em sua testa, causando dores terríveis, como as que Jesus sentiu em sua crucificação. Santa Rita tinha que ficar isolada, longe das irmãs, devido ao cheiro causado pela ferida. Certa ocasião, durante uma visita que a irmã Rita fez a Roma, a chaga desapareceu completamente. Porém, ao voltar para o mosteiro, a ferida abriu-se novamente.

As rosas de Santa Rita

As rosas na imagem de Santa Rita simbolizam uma roseira que ela plantou no convento. Algumas imagens da santa estão ornadas com muitas rosas. Em 1417, Irmã Rita havia plantado uma roseira no jardim do convento. Durante um período em que ela esteve doente, as irmãs levaram algumas rosas a ela. O interessante, porém, é que as rosas haviam brotado milagrosamente, pois era inverno. Essa roseira continua dando rosas em todo inverno até os dias de hoje. As rosas simbolizam também a intercessão de santa Rita pela conversão dos pecadores e a bondade de seu coração.

O hábito de Santa Rita

O hábito na imagem de Santa Rita representa sua vida religiosa. O véu preto representa seus votos perpétuos de pobreza, castidade e obediência. A parte branca representa sua pureza de coração. O hábito de Santa Rita revela um milagre. Depois que ela ficou viúva e o Senhor levou seus dois filhos, a pedido dela, Santa Rita entrou para o convento das Irmãs Agostinianas de maneira milagrosa. As freiras, não queriam aceita-la, pois era viúva e o marido tinha sido assassinado. Numa noite, porém, apareceram-lhe São Nicolau, São João Batista e São Francisco. Rita entrou em êxtase e, mesmo com as portas do convento fechadas, os santos a colocaram dentro do convento. As irmãs reconheceram a vontade de Deus e a aceitaram. Ela viveu por mais quarenta anos e foi uma religiosa santa, de vida exemplar. Por toda a sua história, ela é a santa dos casos impossíveis e desesperados.

Oração a Santa Rita de Cássia

‘Ó Poderosa e Gloriosa Santa Rita de Cássia, eis, a vossos pés, uma alma desamparada que, necessitando de auxilio, a vós recorre com a doce esperança de ser atendida por vós que tem o título de Santa dos casos impossíveis e desesperados. Ó cara Santa, interessai-vos pela minha causa, intercedei junto a Deus para que me conceda a graça, de que tanto necessito, (fazer o pedido). Não permitais que tenha de me afastar de vossos pés sem ser atendido. Se houver em mim algum obstáculo que impeça de alcançar a graça que imploro, auxiliai-me para que o afaste. Envolvei o meu pedido em vossos preciosos méritos e apresentai-o a vosso celeste esposo, Jesus, em união com a vossa prece. Ó Santa Rita, eu ponho em vós toda a minha confiança. Por vosso intermédio, espero tranquilamente a graça que vos peço. Santa Rita, advogada dos impossíveis, rogai por nós.’

Santa Rita de Cássia era filha única. Nasceu em maio do ano de 1381, nas montanhas em Roccaporena,  perto de Cássia, região da Umbria, Itália. Era filha de Antônio Mancini e Amata Ferri, casal de muita oração e do qual todos gostavam. Não sabiam ler nem escrever, mas ensinaram à filha tudo sobre a fé em Jesus e Nossa Senhora. Eles contavam a ela também histórias de vida de muitos santos e santas, o que muito contribuiu para sua formação.

Vida de Santa Rita de Cássia

Santa Rita de Cássia queria ser religiosa, mas seus pais escolheram para ela um marido, como era costume na época. O marido escolhido foi Paolo Ferdinando. Não foi uma boa escolha, pois Paolo era um infiel no matrimônio e tinha o hábito de beber demais. Por causa dele, Santa Rita sofreu por 18 anos, período em que foi casada. O casal teve dois filhos. Durante o tempo de casada, Rita demonstrou  muita paciência e resignação por tudo que sofreu.

Mesmo sofrendo, ela nunca deixou de rezar pela conversão dele. Por fim, a mansidão e o amor de Rita transformaram aquele homem rude e bruto. Paolo se converteu e mudou sua vida conjugal de tal forma que as amigas de Rita e as mulheres da cidade vinham aconselhar-se com ela.

Paolo, embora verdadeiramente convertido, tinha deixado um rastro de violência e rixas entre alguns grupos da cidade. Assim, um dia ele saiu para trabalhar e não voltou para casa. Santa Rita de Cássia teve a certeza de que algo horrível tinha acontecido.

No dia seguinte ele foi encontrado morto. Tinha sido assassinado. Seus dois filhos, que já eram jovens, juraram vingar a morte do pai. Santa Rita, então, pediu a Deus que não deixasse eles cometerem esse pecado mortal. Logo os dois ficaram muito doentes, de forma incurável. Antes que eles morressem, porém, Santa Rita ajudou os dois a se converterem, ao amor de Deus e ao perdão. A graça foi tão grande que os dois conseguiram perdoar o assassino do pai, e morreram.

Parece estranho, mas a morte dos dois filhos de Santa Rita quebrou uma corrente de ódio e vingança que poderia durar anos, causando muito mais sofrimentos e mortes. Depois disso, Santa Rita de Cássia teve a certeza em seu coração de que os três estavam juntos no céu. Assim, tudo tinha valido a pena.

Deus coloca Santa Rita de Cássia  no convento

Santa Rita, estando sozinha na vida, quis entrar para o convento das irmãs Agostinianas, obedecendo ao chamado que sentia desde menina. As irmãs, porém, estavam em duvida sobre sua vocação, visto que tinha sido casada, o marido fora assassinado e os dois filhos morreram de peste. Por tudo isso, elas não queriam aceitar Rita no convento.

Então, numa noite, Santa Rita dormia, quando ouviu uma voz chamando: Rita. Rita. Rita.

Ela abriu a porta e estavam ali, São FranciscoSão Nicolau e São João Batista. Eles pediram que ela os seguisse e depois de andarem pelas ruas, os santos desapareceram e Rita sentiu um suave empurrão. Ela caiu em êxtase e, quando voltou a si, estava dentro do mosteiro, estando este com as portas trancadas. Então as freiras não lhe puderam negar a entrada. Rita viveu ali por quarenta anos.

Milagres de Santa Rita de Cássia

Em dúvida se vocação de Rita era verdadeira, a superiora mandou-a regar um pedaço de madeira seca que estava no jardim do convento. Ela deveria fazer aquilo por um ano. Rita obedeceu com paciência e amor. Depois de um ano, para a surpresa de todos, mais um milagre aconteceu: o galho se transformou numa videira que dá uvas até hoje.

Sofrimento de Cristo no corpo de Santa Rita de Cássia

Orando aos pés da cruz Santa Rita de Cássia pediu a Jesus que pudesse sentir um pouco das dores que ele sentiu na sua crucificação. Então, um dos espinhos da coroa de Jesus cravou-se em sua cabeça e Santa Rita sentiu um pouco daquela dor terrível que Jesus passou.

O espinho fez em Santa Rita uma grande ferida, de tal forma que ela tinha que ficar isolada de suas irmãs. Assim, ela fazia mais orações e jejuns para Deus. Santa Rita de Cássia ficou com a ferida por 15 anos. A chaga só foi curada quando Irmã Rita foi a Roma, no ano santo. Quando voltou ao mosteiro, porém, a ferida se abriu novamente.

Morte de Santa Rita de Cássia

No dia 22 de maio de 1457, o sino do convento começou a tocar sozinho. Santa Rita estava com 76 anos. Sua ferida cicatrizou-se e seu corpo começou a exalar um perfume de rosas. Uma freira chamada Catarina Mancini, que tinha um braço paralítico, ao abraçar Santa Rita de Cássia em seu leito de morte, ficou curada.

No lugar da ferida apareceu uma mancha vermelha que exalava um perfume celestial que encantou a todos. Logo apareceu uma multidão para vê-la. Então, tiveram que levar seu corpo para a igreja e lá está até hoje, exalando suave perfume, que a todos impressiona.

Devoção a Santa Rita de Cássia

Santa Rita de Cássia foi beatifica no ano 1627, em Roma, pelo Papa Urbano Vlll. Sua canonização foi no ano de 1900, no dia 24 de maio, pelo Papa Leão Xlll e sua festa foi é comemorada no dia 22 de maio de todo ano.

No nordeste do Brasil, na cidade de Santa Cruz, Rio Grande do Norte, ela é sua padroeira, inclusive lá está a maior estátua católica do mundo, com 56 metros de altura. Santa Rita é considerada a Madrinha dos sertões. Em Minas Gerais existe a Cidade de Cássia que Santa Rita também é a padroeira, e seu aniversário é no dia 22 de maio também.

Informação adicional

Peso 300 g
Dimensões 18 x 14 x 9 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Pingente Santa Rita de Cássia Oval Aço 316L”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *